SUPREMO ESCÂNDALO: Toffoli tem 600 mil quebras de sigilo ilegais

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli  quebrou dados sigilosos de movimentações financeiras de 600 mil cidadãos e empresas, no âmbito do processo em que ele mesmo suspendeu todas as investigações baseadas em relatórios do antigo Coaf e da Receita Federal.

Dias Toffoli justificou a solicitação dizendo que quer “entender o procedimento de elaboração e tramitação dos relatórios financeiros.

Toffoli determinou pausar esse tipo de investigação após a Receita começar a buscar dados sobre o escritório da mulher dele, a advogada Roberta Maria Rangel, que repassava mesada de R$100.000,00 para contas dele.

Tofolli ainda ajudou o amigo e também ministro Gilmar Mendes, uma vez que sua mulher, Guiomar Mendes, também era alvo de uma apuração interna da Receita.

Esse é mais um escândalo promovido pelo STF.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *