PSOL LANÇA ÁRABE LIGADO AO TERRORISMO PARA VEREADOR DE SÃO PAULO

André Lajst

Hoje é a cerimônia de pré-candidatura do Sheik Rodrigo Jalloul pré-candidato a vereador de SP pelo PSOL.

Estudou no Irã, em Qohm e possui o título de hojatoleslam, um grau abaixo do cargo de aiatolá, ápice da hierarquia xiita.

O que isso nos importa?

Em primeiro lugar, Jalloul é frequentador (e organizador) de diversas manifestações contra Israel em São Paulo.

Em segundo lugar, segundo reportagem de 2011, é braço direito de Mohsen Rabbani, um dos terroristas mais procurados do mundo, no Brasil (https://veja.abril.com.br/…/o-terrorismo-islamico-finca-ba…/)

Em terceiro lugar, porque se você considera o Hezbollah um grupo terrorista (assim como o consideram Israel, EUA, Canadá, Liga Árabe, Argentina, Inglaterra, etc.), é no mínimo estranho rezar num ambiente com fotos do líder do Hezbollah penduradas na parede (https://www.instagram.com/p/B1AgzZSHBVG/…).

Em quarto, porque como sionistas, alguém dizer que sionismo é racismo é uma ofensa grave que representa antissemitismo (https://www.instagram.com/p/Bjrs4MrBUXZ/…).

Em quinto, porque se você diz que a Palestina vai ser libertada, e publica uma foto com líder e bandeira do Hezbollah (https://www.instagram.com/p/BcqRiOEAmEM/…), basicamente você está defendendo a eliminação de Israel e para vocês, libertar a Palestina significa destruir Israel.

Em sexto, se você se orgulha de postar uma foto com Mohsen Araki (https://www.instagram.com/p/BXMsz0vA3f4/…), que prega a destruição do Estado de Israel, defende pena de morte aos ateus e apoia grupos que se valem do terrorismo como instrumento de luta política, tem algo errado aí.

Em sétimo, se você presta homenagens ao Suleimani (https://www1.folha.uol.com.br/…/evento-em-sao-paulo-homenag…), independente de achar que o método usado pelos EUA para eliminá-lo estava correto ou não, isso diz muito sobre o que você defende.

PSOL já era um partido que defendia idéias antissemitas e que sempre se aliou àqueles que pregavam o fim de Israel. Mas tinha gente que ainda defendia este partido. Chegou até a ter judeus em seus quadros. Alguém ainda tem alguma dúvida?

Fonte: webjudaica

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *