Prefeito de Diadema pede armas de fogo do Exército para a GCM

O deputado estadual eleito e vice-prefeito, Márcio da Farmácia, o secretário de Defesa Social, Paulo Alexandre Fagundes, e o comandante da Guarda Civil Municipal, José Cícero de Sousa, estiveram nesta tarde, 14/2, em reunião com o General de Divisão, Adalmir Manoel Domingos, Comandante da Segunda Região Militar do Sudeste. 
O objetivo do encontro foi solicitar o apoio do Exército Brasileiro para doação de armas de fogo para a GCM. “Gostaríamos de estreitar a relação da Prefeitura com o Exército Brasileiro. Quero ressaltar a nossa admiração na disciplina, eficiência e seriedade dos serviços prestados ao país. Com base na legalidade, queremos solicitar a doação de armas de fogo para a GCM de Diadema”, comentou o secretário de Defesa Social, Paulo Alexandre Fagundes. 
O general Adalmir Manoel Domingos ressaltou que a solicitação será encaminhada e, assim que estiverem disponíveis armas em boas condições, decorrente de campanhas de desarmamento ou equipamentos obsoletos, será possível fazer a doação ao município, uma vez que o Exército não tem armazenamento de armas.
O general sugeriu ainda instituir um Tiro de Guerra no município. “O Tiro de Guerra ensina valores, espírito de liderança, disciplina. O treinamento acontece em uma fase decisiva para os jovens é importante”, comentou. 
O deputado estadual eleito e vice-prefeito, Márcio da Farmácia, ressaltou que fará um estudo com a Administração para verificar a viabilidade. “Em Diadema, temos muitos jovens nesta faixa etária. Vou levar a proposta para o governo avaliar. Os jovens que têm a oportunidade de receber este treinamento ganham um diferencial para toda a vida e a cidade ganha com ações de cidadania”, comentou.

http://amigosdaguardacivil.blogspot.com/2019/02/prefeito-de-diadema-pede-armas-de-fogo.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *