PIB do Brasil cresce 7,7% no terceiro trimestre

PIB do Brasil cresce 7,7% no terceiro trimestre; o melhor resultado em 24 anos

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços finais produzidos no país, cresceu 7,7% no terceiro trimestre, em relação ao período anterior. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou, hoje (3), os números das Contas Trimestrais, essa é a maior variação desde o início da série em 1996.

A pandemia, no entanto, afetou os números se comparados ao acumulado em um período mais curto. Na comparação com o mesmo trimestre de 2019, por exemplo, o PIB apresentou recuo de 3,9% e, em valores correntes, chegou a R$ 1,891 trilhão.

Em outras palavras, o comparativo do período acumulado entre 2019 e 2020 foi prejudicado pela pandemia, o que aponta queda pontual de 3,9% na taxa interanual, bem como no acumulado do ano vigente (2020), mas no recorte de um cenário mais amplo esse é o melhor trimestre dos últimos 24 anos, o que indica que o país saiu da recessão, segundo a Jovem Pan.

“A Agropecuária é a única que está crescendo no ano, muito puxada pela soja, que é a nossa maior lavoura”, disse Rebeca.

No terceiro trimestre a Indústria cresceu 14,8% e os Serviços subiram 6,3%. Já a Agropecuária registrou queda de 0,5%. De acordo com o IBGE, a expansão do PIB no período foi causada, principalmente, pelo desempenho da Indústria, com destaque para o crescimento de 23,7% no setor de Transformação.

Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos também cresceram (8,5%), como a Construção (5,6%) e as Indústrias extrativas (2,5%).

“Olhando pela ótica produtiva, o destaque foi a Indústria de Transformação, até pelo fato de ter caído bastante no segundo trimestre (-19,1%), com as restrições de funcionamento. A Indústria cresceu como um todo 14,8%, e a de Transformação 23,7%, mas voltamos ao patamar do primeiro trimestre”, observou Rebeca. Com informações: Agência Brasil.

Fonte: opinião crítica

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram