Pan 2019: militares da FAB conquistam mais cinco medalhas para o Brasil

Conquistas vieram do lançamento de disco, arremesso de peso, natação e ciclismo contrarrelógio

Nos Jogos Pan-Americanos 2019, disputados em Lima, no Peru, o Brasil está cada vez mais firme na segunda colocação do quadro geral de medalhas. Os atletas brasileiros somam, agora, 115 conquistas: 36 de ouro, 28 de prata e 51 de bronze. Nos últimos dias, militares da Força Aérea Brasileira (FAB) subiram mais cinco vezes ao pódio, com os Sargentos Fernanda Raquel Borges Martins, Pedro Henrique Silva Spajari, Magno do Prado Nazaret, Darlan Romani e Viviane Eichelberger Jungblut. Em número de medalhas, o país está atrás apenas dos Estados Unidos.

No pódio do lançamento de disco, duas atletas brasileiras fizeram uma dobradinha nos Jogos Pan-Americanos nessa terça-feira (06/08): a Sargento Fernanda, atleta do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA) conquistou o bronze, logo atrás da Sargento da Marinha do Brasil Andressa de Morais, que ficou com a prata. A Sargento Andressa lançou para 65,98 m, sendo superada pela cubana Yaimé Pérez no último lançamento, com 66m58, batendo o recorde Pan-Americano. A Sargento Fernanda faturou o bronze com 62,23 m.

No primeiro dia das provas de natação, nessa quarta (07/08), o Sargento Spajari, da FAB, participou do quarteto brasileiro que ficou com o ouro no revezamento 4x100m masculino. O Brasil segue invicto na prova desde a edição em Winnipeg (1999), conquistando o hexacampeonato Pan-Americano. Ao lado do militar da FAB, participaram da conquista Marcelo Chieghirini, Bruno Fratus e Breno Correia. Com o tempo de 3min12s61, a equipe ainda bateu o recorde Pan-Americano da categoria. A prata ficou com os Estados Unidos e o México completou o pódio.

Também na quarta, outro graduado da FAB faturou medalha nos Jogos Pan-Americanos: o Sargento Prado conquistou a prata na prova do contrarrelógio no ciclismo estrada em Lima. No Circuito San Miguel, o ciclista completou a prova com o tempo de 46min17s44, pouco mais de 1min54 atrás do colombiano Daniel Martinez Poveda, primeiro colocado. O chileno José Rodriguez Aguilar completou o pódio. Aos 33 anos, o sul-mato-grossense fatura a quarta medalha do ciclismo brasileiro no Pan após ficar de fora da Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro (RJ), e do Pan de 2015, em Toronto, Canadá.

O Sargento Romani conquistou a medalha de ouro no arremesso de peso. Na quarta, em sua última tentativa (quando já liderava a prova), o graduado de 28 anos quebrou o recorde do Pan com a marca de 22,07 m, conquistando o ouro inédito brasileiro na prova. Com 1,90 m e 155 kg, o militar lançou a bola de ferro e chumbo de 7,26 kg mais de um metro além do segundo colocado, o americano Jordan Geist (20,67 m). Uziel Muñoz Galarza, do México, obteve 20,56 m e completou o pódio. O brasileiro teve as seis melhores marcas da prova: 20,81 m; 20,92 m; 21,19 m; 21,16 m;  21,54 m e 22,07 m.

Além do ouro e do recorde, o graduado confirmou o índice para a Olimpíada de 2020, em Tóquio, Japão, e manteve a boa fase. Em junho, ele quebrou o próprio recorde sul-americano lançando para 22,61 m, segunda melhor marca mundial desta temporada e uma das 10 da história da modalidade.

Na quinta-feira (08/08), a Sargento Viviane – que já havia conquistado o terceiro lugar na maratona aquática – ganhou mais uma medalha de bronze, desta vez nos 800 m livre feminino, ao concluir a prova em 8min36s04.

Fotos: Wander Roberto, Jonne Roriz e Washington Alves/COB.

http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/34449/ESPORTE%20-%20Pan%202019:%20militares%20da%20FAB%20conquistam%20mais%20cinco%20medalhas%20para%20o%20Brasil

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *