Muçulmanos estão a incendiar a Austrália

A Televisão jamais lhe mostrará isto. Como nunca revelou que incêndios florestais como os que mataram 115 pessoas em Pedrógão Grande foram actos de TERRORISMO.

Há muitos anos que alertamos incessantemente para a autoria islâmica dos terríveis incêndios que passaram a assolar o Mundo Livre desde que adoptámos a política das fronteiras abertas e permitimos que dezenas de milhões de colonos maometanos nos invadissem.

Israel, o país do Mundo Livre que mais invasores maometanos alberga dentro das suas fronteiras, sofre amargamente com a jihad florestal E nós não aprendemos nada com os burros dos judeus.

(Esta notícia já tem alguns dias. Entretanto, crescem as suspeitas de que também militantes de extrema-esquerda seguidores da Greta, lançaram os fogos para terem provas do “aquecimento global”. Não conseguimos falar sequer da milésima parte do que se passa actualmente em termos de ofensiva islamo-comunista).

Avi Yemini é um jornalista independente, australiano, judeu e conservador, que foi cobrir as manifestações da extrema-esquerda “contra o aquecimento global” e foi agredido:

PELO MENOS ALGUNS DOS INCENDIÁRIOS AUSTRALIANOS SÃO MUÇULMANOS

BARE NAKED ISLAM

Imaginamos quantos mais existem… Um dos jovens jihadistas florestais, Fadi Zraika, saiu da sala de audiências a rir-se, com o outro jihadista, o seu irmão Abraham.

Fadi Zraika (E) Abraham Zraika (D)

The Gateway Pundit – Os irmãos dispararam os fogos de artifício que pegaram fogo ao parque natural. Eles foram presos num restaurante de fast food.

Há muitos anos que a Al Qaeda e o Estado Islâmico (ISIS) ofereceram instruções aos seus agentes e seguidores no Ocidente sobre como iniciar grandes incêndios florestais.

“SOLTEM O INFERNO! – A nova revista da Al QAeda descreve em detalhe como lançar enormes fogos florestais nos Estados Unidos e instruções para homens-bomba”.

“COMO LANÇAR FOGOS FLORESTAIS – Instruções renovadas e fácias de sguir sobre como destruir o inimigo Louvado seja Alá. Apenas alguns destes ataques causarão elevados danos aos nossos inimigos”.

“A Islam Magazine nº 10, de 2013, deu instruções aos muçulmanos sobre como confeccionarem bombas incendiárias para a jihad pelo fogo”.

Devido à grande dificuldade em identificar os autores deste tipo de incêndios, apenas alguns muçulmanos foram capturados e presos. Mas considerando quantos incêndios ocorrem todos os anos, não é errado presumir que alguns dos incêndios foram inspirados pela Al-Qaeda. (Veja o vídeo abaixo)

The Daily Telegraph:

O adolescente do oeste de Sydney, Fadi Zraika – um dos dois adolescentes acusados de lançarem o incêndio no parque natural de Guildford enquanto incêndios florestais assolavam a Austrália – riu-se à saída do Tribunal, depois de ouvir as várias acusações.

“Os piores incêndios florestais na História da Austrália” 
A Polícia alega que Fadi e Abraham Zreika, ambos com 18 anos, dispararam os fogos de artifício que provocaram um incêndio em Bright Park, Guildford, em 22 de Dezembro.   

A Polícia foi chamada ao parque por volta das 14h40, após relatos de várias explosões fortes e viu fogos de artifício explodindo e vários pequenos fogos na vegetação, que se espalharam rapidamente com ventos repentinos.   

O Corpo de Bombeiros Rural apagou os incêndios.   

Zraika, de Villawood, e Zreika, de Merrylands, foram presos num restaurante de fast food em Merrylands.

VÍDEOS E NOTÍCIAS RELACIONADOS:

 

IS IT WILDFIRE JIHAD? Officials in Portugal and Spain are calling the massive wildfires an act of terrorism
ISRAEL: As al-Qaeda has promised, so it begins – ‘Arson Jihad’
WILDFIRE JIHAD? Iraqi Muslim arrested for starting a forest fire near Rome
AUSTRALIA: Is ‘Wildfire Jihad’ back on the al-Qaeda front burner again?
Is ISLAMIC TERRORISM behind Australian wildfires?

https://amigodeisrael2.blogspot.com/2020/01/muculmanos-estao-incendiar-australia.html?m=1&fbclid=IwAR2WmWoDAuxVJHLL0X62aodbfSsnaMAkVgHSwV_yLo8SiVI_oHVd5_2TNEk

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *