Lembra da Amazônia? Polícia prende membros de ONG por incendiar área de proteção ambiental

Cadê a Greta, o Bono, o DiCaprio e a Fernanda Lima quando precisamos deles?! Furdunço na Amazônia era queimar as girafas da floresta para culpar Bolsonaro

A Policia Civil de Santarém (PA), após dois meses de investigação, começou a prender suspeitos que incendiaram a região amazônica do Pará em setembro deste ano.

A operação ‘Fogo de Sairé‘, nome dado a investigação, acarretou em sete mandatos de busca e apreensão. Quatro já foram presos preventivamente:

Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerver.

Os suspeitos são da ONG ‘Brigada de Incêndio de Alter do Chão‘. A ONG, segundo José Humberto Melo Jr., delegado da Polícia Civil, já recebeu doações de Leonardo di Caprio.

“Começamos a acompanhar toda a movimentação dos quatro suspeitos. Percebemos que a pessoa jurídica deles conseguiu um contrato com a WWF, venderam 40 imagens para a WWF para uso exclusivo por R$ 70 mil, e a WWF conseguiu doações como do ator Leonardo DiCaprio no valor de US$ 500 mil para auxiliar as ONGs no combate às queimadas na Amazônia.”

Em nota, Brigada de Incêndio de Alter do Chão‘, disse estar surpresa com o ocorrido e acredita no “Estado Democrático de Direito e espera assim como todos os que estão acompanhando, o mais rápido esclarecimento dos fatos”.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *