Guardas salvam a vida de uma idosa e de um bebê

Em dois atendimentos distintos de emergência, realizados na quarta e na quinta-feira (6 e 7/1), guardas municipais salvaram a vida de uma senhora de 64 anos e de uma bebê de pouco mais de um ano.

A primeira situação ocorreu durante a tarde de quinta-feira na Praça Tiradentes, onde os guardas Peterson Siqueira e Fábio Anderson de Azevedo receberam a solicitação de ajuda de uma cidadã que acompanhava a senhora Janice Spices, a dona Nina, que caminhava com dificuldades e utilizava um cilindro de oxigênio.

Ela começou a sentir falta de ar e imediatamente foi amparada pelos guardas no módulo móvel da praça que, percebendo a urgência da situação, acomodaram as duas no próprio módulo e fizeram o encaminhamento até a Unidade de Saúde Mãe Curitibana, a mais próxima do local. 

Depois do primeiro atendimento, o Samu deu seguimento aos cuidados. A senhora passa bem, já em casa.

“Eles salvaram a minha vida. Minha gratidão eterna a esses guardas”, resumiu a dona Nina.

Sentimento de gratidão também foi o que ficou com a equipe que prestou o socorro. “Foi muito gratificante estar na hora certa e saber que ela está bem graças a uma ação nossa. É muito recompensador”, disse o GM Fábio Anderson. 

“Na ocorrência de ontem não foi salva somente a vida da Dona Nina, mas também a de todas as pessoas que a estimam e aguardavam sua volta para casa”, acrescentou o GM Siqueira.

No Cajuru

Já no fim da tarde da quarta-feira (6/1), os guardas Sedenir Augusto dos Santos e Mário Roque Padilha Calonga estavam em seu posto de trabalho, na Rua da Cidadania do Cajuru, quando foram acionados por Lediana Machado, mãe de uma bebê de pouco mais de um ano que não estava respirando.

Diante da gravidade da situação, o GM Sedenir  prestou os primeiros socorros com a manobra de Heimlich, possibilitando o retorno da respiração normal da criança. Rapidamente, elas foram levadas até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cajuru para avaliação médica. “Os guardas foram muito ágeis e prestativos, só tenho a agradecer”, afirmou a mãe.  

O guarda Sedenir conta sobre o preparo para atender esse tipo de situação atípica, diferente das ocorrências rotineiras de orientação, patrulhamento preventivo e repressão a crimes. “Como fomos treinados e preparados para situações adversas para atender com urbanidade todos os munícipes e salvaguardar a vida, uma ocorrência como esta fortalece como pessoa e como prestador de serviços aos cidadãos da cidade”, completou ele.

https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/guardas-salvam-a-vida-de-uma-idosa-e-de-um-bebe/57592

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram