Guardas Civis de Goiânia (GO) terão aposentadoria especial sancionada pela Prefeitura

Vereador Romário Policarpo incluiu as novas regras de aposentadoria no projeto de reforma geral dos servidores de Goiânia 
Os guardas civis municipais de Goiânia (GCM) terão uma nova regulamentação na aposentadoria, a partir da semana que vem. O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Romário Policarpo (Pros), articulou com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), algumas mudanças no sistema de aposentadoria da GCM; a mais esperada era o tempo de contribuição e serviço.
Após a sanção pelo prefeito, o tempo de serviço para os guardas homens será de 30 anos e 25 para mulheres. Atualmente, a categoria é regida pelo sistema geral do município: 35 anos para todos os servidores municipais. O tempo de contribuição também muda de 35 para 21 anos. Mas serão anos obrigatórios de serviço dentro da Guarda Municipal.
O Paço vai publicar o decreto que regulamenta o projeto da nova previdência da capital. O nome do instituto que cuida das aposentadorias vai mudar de Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM) para GoiâniaPrev.
Apoio no Congresso Nacional
Representantes da GCM de Goiás e do Brasil no gabinete do líder do Governo, Major Vitor Hugo, na Câmara dos Deputados | Foto: Divulgação
Representantes do Sindicato da Guarda Civil Metropolitana de Goiás e representantes de outros Estados buscam apoio no Congresso Nacional para tentar incluir a categoria no projeto de Reforma da Previdência do Governo Federal. 
O Sindicato dos Guardas Civis de Goiás conversou com o líder do Governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), que pode atuar na inclusão da categoria no texto da reforma.

http://amigosdaguardacivil.blogspot.com/2019/07/guardas-civis-de-goiania-go-terao.html

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram