Gripen no Brasil: Saab apresentará instalações de fábrica

Evento para apresentar ‘próximos passos do projeto’ da Saab Aeronáutica Montagens, em São Bernardo do Campo, será nesta quarta-feira, 9 de maio

A Saab, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que nesta quarta-feira (9/5/2018) apresentará a convidados as instalações de sua fábrica de aeroestruturas em São Bernardo do Campo (SP), denominada SAM (Saab Aeronáutica Montagens), engajada no programa para atender à encomenda de 36 caças Saab Gripen pela Força Aérea Brasileira (FAB).

No convite à imprensa, além de informar que serão conhecidos “os próximos passos do projeto da nova fábrica de aeroestruturas da Saab em São Bernardo do Campo”, a empresa também mencionou que os convidados irão “conhecer de perto os progressos do Programa Gripen Brasileiro”.

Ainda segundo a assessoria de imprensa, estarão presentes ao evento os executivos Marcelo Lima, diretor-geral da SAM, Mikael Franzén, chefe da Unidade de Negócios Gripen Brasil na Saab, Bengt Janér, diretor Gripen Brasil da Saab e Jonas Hjelm, vice presidente senior da Saab Aeronautics.

Aeroestruturas – Segundo informe da Saab feito em outubro do ano passado para anunciar o diretor da SAM, Marcelo Limaas instalações da fábrica em São Bernardo do Campo deverão “produzir aeroestruturas, como cone de cauda, freios aerodinâmicos, asas, fuselagem dianteira (tanto da versão monoposto quando da biposto) e fuselagem traseira para os caças Gripen da Força Aérea Brasileira.” Essas partes serão enviadas a Gavião Peixoto (SP), local da linha de montagem final dos componentes de 15 dos 36 caças Gripen da encomenda da FAB. Em Gavião Peixoto, onde a Embraer realiza a montagem final de suas aeronaves da área de Defesa, já existe o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (GDDN).

Segundo cronograma divulgado pela FAB, a partir de de 2020 começará a produção do primeiro dos 15 caças a serem feitos no Brasil, neste caso um monoposto (Gripen E) previsto para entrega em agosto de 2022. O primeiro biposto (Gripen F) deverá deixar a linha de montagem no ano seguinte. Antes disso, ficará a cargo da fábrica da Saab na Suécia produzir as primeiras aeronaves da encomenda brasileira. O exemplar que abre as entregas do Gripen E para o Brasil no ano que vem, e que atualmente se encontra em produção, será empregado nos testes da versão da FAB (que, entre outros diferenciais, terá painel com tela única de grande área). A partir de 2021 serão entregues aviões de série para esquadrões operacionais da FAB baseados em Anápolis (GO).

Logística – Segundo a Saab, a escolha de São Bernardo do Campo para a SAM foi devido à cidade ter “longa tradição em receber empresas suecas”, assim como pela “qualidade de sua força de trabalho industria”, proximidade de “universidades, indústrias e centros de pesquisa”, e também pela facilidades logísticas, como o acesso a portos, aeroportos, rodovias, ao polo aeronáutico de São José dos Campos e ao GDDN em Gavião Peixoto.

Aguarde mais informações aqui no Poder Aéreo.

Fotos de caças Gripen C e do protótipo do Gripen E em caráter meramente ilustrativo. Clique nos links do texto para ver matérias anteriores sobre o tema.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *