Dez dicas importantes para evitar ser assaltado em seu carro

A criminalidade está presente no dia a dia do trânsito, mas é possível minimizar as chances de ser assaltado com cuidados simples
Sempre existe o risco de ser assaltado no trânsito de qualquer cidade grande, mas é fácil pegar pessoas desatentas no semáforo ou engarrafamento. É possível se precaver e reduzir o risco de roubo quando estiver ao volante.
São atitudes e posturas que não são infalíveis, mas que reduzem muito as chances de o gatuno levar seu carro ou seus pertences.
No semáforo
Bandidos preferem pessoas distraídas. Por isso, fique atento ao semáforo. Ficou vermelho? Diminua a velocidade e vá parando devagar enquanto observa se há pessoas em atitudes suspeitas. Guarde uma distância do carro da frente de uns 2 metros.
O vagabundo atua onde tiver mais facilidade. Então, se ele percebe alguém totalmente distraído e alheio dentro do carro, ele enxerga nisso uma possibilidade para cometer o ato criminoso. 
E, se tiver que parar no sinal, evite a faixa da esquerda, onde o motorista fica vulnerável a uma abordagem de alguém armado na calçada. E o mais importante: se possível, nunca ande de vidro aberto.
Portão automático
Imagine o tempo: parar o carro, saltar, abrir o portão, voltar ao veículo, entrar na garagem, desembarcar de novo e fechar o portão. São mais de 30 segundos que deixam o motorista muito mais vulnerável a assaltos.
Por isso, automatize o portão da sua casa.
“Boa parte dos assaltos ocorre quando a pessoa está saindo do carro. Instalar um portão automático ajuda muito, pois diminui o tempo em que a pessoa fica exposta.”, diz Manes Erlichman, sócio-diretor da Minuto Seguros.
Vidros filmados
Aqui, há uma polêmica. Primeiro, a película escura, popularmente chamada de Insulfim, deve seguir os padrões definidos pelo Denatran a respeito do nível de transparência.
Mas há outra questão. Ao mesmo tempo em que ela pode inibir a ação de um bandido no trânsito, já que ele não tem certeza de quem esteja dentro do carro, também dificulta a percepção de agentes de segurança em um sequestro.
Mas fontes ligadas à polícia dizem que os bandidos sempre preferem veículos que não usam a película, porque podem monitorar o motorista e saber quantos ocupantes há, evitando o risco de uma reação.
Meu bem, volto já
Quando for entrar na garagem ou parar na frente de um local, observe o movimento ao redor. Fique atento a pessoas com atitudes suspeitas paradas na calçada ou indivíduos em duplas dentro de carros ou em motos.
O ideal é dar uma volta no quarteirão ou dar aquela passada no posto de gasolina e abastecer para voltar depois.
Locais iluminados
Se parar na rua for inevitável, procure vagas próximas a locais iluminados e movimentados, sem muitas árvores, ou perto de guaritas de segurança, estabelecimentos comerciais ou prédios com câmeras e porteiro.
Isso, inclusive, pode inibir o furto do seu veículo.
Shopping e supermercado
Nem em estacionamentos de estabelecimentos comerciais relaxe demais. Os relatos de roubos e furtos nas vagas de shoppings e de supermercados são constantes.
Procure parar o automóvel próximo aos acessos às lojas, a cabines de vigilância ou em partes com maior movimento. “Se o local tiver serviço de valet e não for tão mais caro, vale o custo para se ter mais segurança”, acredita Erlichman.
Nada à vista
No semáforo ou no congestionamento, nada de ficar olhando o celular. Além de ser infração de trânsito, um meliante pode estar de olho no seu aparelho. Evite deixá-lo exposto em suportes no painel.
E não coloque carteiras, bolsas ou mochilas no banco do carona, pois um ladrão a pé ou de moto pode quebrar o vidro e levar tudo. Ponha esses volumes no assoalho.
“É sempre recomendado evitar aquela exposição desnecessária, seja celular, relógio ou qualquer outro objeto de valor”, diz o oficial da PM.
Trânsito livre
Se você tem horários flexíveis, tente sair mais cedo ou mais tarde do trabalho. Ou evite vias que você tem certeza de que estarão engarrafadas. Situações de trânsito deixam os motoristas mais expostos à ação de criminosos.
“Marcha reduzida vai facilitar a vida do bandido. Seja em trânsito engarrafado, locais em obra ou quebra-molas”, diz o coronel.
Por falar em rotas
Evite bairros e ruas que tenham má reputação em termos de roubos, mesmo que isso faça você gastar tempo a mais no trânsito. Também procure não trafegar a altas horas da noite.
“Às vezes vale a pena demorar mais cinco, dez minutos, mas ir por trajetos mais seguros. Fique ligado em ruas com mais índices de assaltos e trajetos com muitos semáforos”, destaca o diretor da Minuto Seguros.
Códigos
Uma boa dica que vale para quem mora em edifícios: combine códigos para falar com o porteiro caso você esteja sob ameaça de alguma arma dentro do automóvel. Pode ser uma palavra específica no interfone ou um sinal de farol ou de pisca.
Alguns prédios têm a chamada vaga SOS, uma vaga própria na garagem que indica que você foi rendido dentro do automóvel.

http://amigosdaguardacivil.blogspot.com/2020/03/dez-dicas-importantes-para-evitar-ser.html

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *