Desmatamento na Amazônia desaba 40,5%, mas boa nova não vira notícia

Foram 2.255 quilômetros quadrados desmatados em julho contra 1.341 km2 em setembro

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) confirmam queda de 40,54% no desmatamento na Amazônia Legal entre julho e setembro, mas esse resultado não foi divulgado. Foram desmatados 1.341,12 quilômetros quadrados em setembro, contra 2.255,31 em julho, auge da “comoção” mundial, com aproveitamento oportunista de figuras como o francês Emmanuel Macron, que até publicou fotos de 20 anos atrás para espalhar fake news sobre “Amazônia em chamas”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

As ações dos governos federal e estaduais foram responsáveis pela queda vertiginosa do desmatamento, ignorada pelo noticiário.

Segundo o INPE, o desmatamento no cerrado caiu de 428,63 km2 em julho para 183,6 quilômetros quadrados em setembro: queda de 57,2%.

Os dados são do Deter, sistema utilizado pelo INPE para fazer o monitoramento em tempo real de desmatamento e focos de incêndio.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *