Criação de vagas salta nos EUA e desemprego tem mínima de 49 anos

O aumento constante dos salários tem mantido os trabalhadores na força de trabalho e atraído de volta aqueles que haviam saído

Por Reuters

Washington — A criação de vagas de emprego nos Estados Unidos saltou em abril e a taxa de desemprego caiu para uma mínima de mais de 49 anos, a 3,6 por cento, apontando para um crescimento econômico sólido no país.

O relatório mensal do Departamento de Trabalho divulgado nesta sexta-feira, no entanto, mostrou ganhos salariais contínuos no mês passado, consistente com a inflação moderada. O declínio na taxa de desemprego foi decorrente do número de pessoas que deixaram a força de trabalho, sugerindo alguma ociosidade no mercado.

O relatório deu apoio à decisão do Federal Reserve de manter a taxa de juros e sinalizar pouco desejo de ajustar a política monetária em breve. O chairman do Fed, Jerome Powell, descreveu a economia e o crescimento do emprego como “um pouco mais fortes do que prevíamos” e a inflação como “um pouco mais fraca”.

Foram criadas 263 mil vagas de emprego fora do setor agrícola a no mês passado, em meio a ganhos no número de contratações em quase todos os setores. Os dados de fevereiro e março foram revisados para mostrar 16 mil postos a mais do que o reportado anteriormente.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *