Bolsonaro Prorroga o MAIOR Projeto Social do Mundo e Beneficia Milhões de Pessoas

O presidente da República, Jair Bolsonaro, prorrogou o que ele mesmo chamou de “maior projeto social do mundo“. Diante de autoridades como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Davi Alcolumbre.

Além disso, o evento contava com a presença dos ministros do governo Bolsonaro. O ministro da Cidadania, Onix Lorenzoni e o da Economia, Paulo Guedes, discursaram durante à cerimônia.

O governo de Bolsonaro, oficializou durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, na tarde de hoje, a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais duas parcelas.

O auxílio foi criado pelo governo no início da pandemia com o objetivo de trazer uma ajuda aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, durante o período da pandemia.

À princípio, o Auxílio seria pago em três parcelas. Contudo, diante da situação em que o Brasil se encontra diante da pandemia do coronavírus, com grande parte dos serviços ainda fechados, o governo decidiu prorrogá-lo.

Serão mais duas parcelas no valor de R$ 600. O cadastro para análise dos requisitos necessários para receber o benefício encerra no dia 02 de julho, conforme o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

presidente do Senado, Davi Alcolumbre, comentou sobre o evento em suas redes sociais:

Participei de evento onde o governo anunciou que vai estender o pagamento dos R$ 600 por mais duas parcelas.

O Congresso Nacional sempre defendeu o auxílio emergencial, que é necessário e esperado pelos milhares de trabalhadores que tiveram suas rendas afetadas pela pandemia.”

Parte do Discurso do Presidente

O presidente Bolsonaro viu a prorrogação do Auxílio como uma vitória para o povo brasileiro e durante o evento disse:

” é um dinheiro que não é meu. É um dinheiro que é de todos nós que pagamos impostos. Isso só foi possível, graças a sensibilidade de nosso ministro, à frente Paulo Guedes,

Bem como de todo parlamento brasileiro, que votou de forma rápida essa questão porque eles tinham pressa.

Não foram somente os 38 milhões de invisíveis ou de informais, quase outro tanto, de outras categorias entre elas o pessoal que recebia em média R$ 200 de Bolsa Família, foram beneficiadas.

Obviamente, isso tudo, não é apenas para deixar a economia funcionando, viva. Mas também para dar o sustento para essas pessoas.

Nós aqui que estamos presentes sabemos que R$ 600 é muito pouco. Mas pra quem não tem nada, isso é muito.”

O presidente disse que espera que ao final do pagamento das duas parcelas, a economia já esteja reagindo. Sendo assim, voltaremos a normalidade o quanto antes, preservando o bem maior que é a vida.

“Eu agradeço à todos, à Câmara e o Senado, a equipe do Paulo Guedes. À todos que participaram desse projeto. Que o maior projeto social do mundo com toda certeza”, finalizou.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *