Bolsonaro exonera aliado da petista Dilma Rousseff da Casa Civil

A edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (2) confirma novos nomes do governo Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro já exonerou Daniel Sigelmann do cargo de secretário-executivo da Casa Civil.

Herança da gestão da petista Dilma Rousseff, ele havia sido mantido no governo por Eliseu Padilha, tendo recontratado, inclusive, uma funcionária afastada por ter apoiado atos contra o impeachment, informa “O Antagonista“.

O Diário Oficial da União trouxe o nome de Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, que é economista com atuações na Votorantim nos Estados Unidos e na Inglaterra, como substituto do petista exonerado.

Durante a transição, o economista participou de discussões sobre a reforma da Previdência e também sobre a autonomia do Banco Central (BC), registra o “Destak“.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram