“Batia em mulher e era autoritário”, diz Madeleine Lackso sobre Joaquim Barbosa

PorMarcos Rocha

Após as recentes notícias de que o ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, disputaria a eleição presidencial pelo PSB (Partido Socialista Brasileiro), a jornalista Madeleine Lackso, em um de seus comentários no canal oficial da Gazeta do Povo, não poupou críticas e fez árduas revelações sobre a conduta do ex-presidente do Supremo.

Eu convivi com ele durante dois anos. Joaquim Barbosa é daquele: ‘Jesus te ama porque não convive com você’.

Em outro ponto, a jornalista ainda rememorou quando o ex-ministro, em 1985, agrediu sua ex-mulher:

A minha opinião sobre gente que bate em mulher é: pode se recuperar e conviver em sociedade depois do tratamento? Pode. Mas ser Presidente do Brasil, não pode”.

Madeleine, que já trabalhou no Supremo Tribunal Federal, quando assumiu a Coordenadoria de Rádio da Corte, em 2008, também revelou que Joaquim Barbosa “era autoritário com os demais colegas e era uma vergonha como ele agia com os funcionários“. Segundo a jornalista, a pretensão do ex-ministro de disputar o planalto “só prova que têm muita gente sem noção na nossa política.”

Para a ex-integrante do O Antagonista, uma possível candidatura de Barbosa não se sustentaria por muito tempo.

É uma candidatura que não vai aguentar meia-hora de exposição da personalidade dele”, finalizou.

Assista ao vídeo!

Cândido Barborati

4 h · 

Esse cara nunca me enganou, deve ser que ele era juiz STF, indicado por, nada mais e nada menos, que Luiz Inácio Lula da Silva o Lula’drão

Esse cara nunca me enganou, deve ser que ele era juiz STF, indicado por, nada mais e nada menos, que Luiz Inácio Lula da Silva o Lula'drão😉

Publicado por Cândido Barborati em Domingo, 12 de janeiro de 2020

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *