Aras quer retorno de procuradores da Lava-Jato que pediram demissão em protesto contra Dodge

Indicado para PGR comunicou a assessores que os integrantes das forças-tarefas devem ser mantidos. Na PGR, Aras trata com a procuradora-geral sobre a transição

POR AGUIRRE TALENTO

09/09/19 – 16h01 | Atualizado: 09/09/19 – 17h50

BRASÍLIA – Indicado para comandar a Procuradoria-Geral da República (PGR), o subprocurador Augusto Aras avisou a interlocutores que irá manter os atuais integrantes das forças-tarefas da Lava-Jato nos Estados e que deseja trazer de volta os procuradores que pediram demissão do grupo de trabalho da Lava-Jato na PGR na semana passada, em protesto à atual procuradora-geral Raquel Dodge.

Aras ainda não formalizou convites para sua futura área de investigações criminais, mas começou a sondar nomes que podem compor sua equipe na PGR. Nas suas conversas de trabalho, mantidas desde que sua indicação foi anunciada na quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, o subprocurador comunicou às pessoas que o auxiliam neste trabalho que os integrantes de todas as forças-tarefas de operações na primeira instância serão convidados a permanecer e que a gestão está aberta a trazer de volta os procuradores que saíram na semana passada.

https://oglobo.globo.com/brasil/aras-quer-retorno-de-procuradores-da-lava-jato-que-pediram-demissao-em-protesto-contra-dodge-23936732?versao=amp&__twitter_impression=true&fbclid=IwAR1KfuMYAlEU-sx8WDaQaSOU_eV_UCabCO72RGW1PkO022EE-bijB-mj8mQ

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *