A DESTRUIÇÃO DAS GUARDAS MUNICIPAIS, PARA ELIMINAR A CONCORRÊNCIA

Por Santana

É uma vergonha a falta de representatividade política destas importantes corporações policiais.. por exemplo, no Estado de SP seria importante ter no mínimo 20 vereadores Guardas Municipais, e pelo menos, um Deputado Estadual e um Federal.. se cada GCM arrumasse 20 votos .. tranquilamente haveria um resultado positivo para toda a categoria..mas, falta comprometimento de todos.. Esta importante corporação necessita de projeto e representatividade política. É na política, onde tudo se inicia e se acaba!!
Tem cara que se acha o líder e representante oficial da categoria e não pensa em somar.. quer correr sozinho .. Outros correm com partidos de esquerda que não gostam de polícia.. a categoria, a nível nacional é toda rachada.. em todos os níveis hierárquicos.. não conseguem se unir em prol da coletividade.. é muito teatro.. pouca coerência e efetividade nas ações.. não existe estratégia política alguma.. não existe padronização das ações.. cada um por si..cada cidade age e trabalha de uma forma..
Infelizmente, é uma categoria sem representatividade.. que está sendo engolida por outras corporações..
A Constituição de 88 já foi incoerente em não direcionar adequadamente as Guardas Municipais .. depois veio a porcaria da gestão do PT.. 14 anos no poder.. e não teve vontade política e nem competência para corrigir essa enorme injustiça, pelo contrário, criaram a lei 13022/14, bagunçando ainda mais o cenário jurídico, ao invés de mudar a Constituição, inserindo de fato estas valorosas corporações como órgãos de segurança de fato e de direito.

Agora, com a apresentação do Relatório final da Reforma da Previdência, o qual Excluiu as Guardas Municipais da Aposentadoria Especial, cria-se o Monopólio da Segurança Pública no Brasil, este que, ficará nas mãos de uma única Polícia..toda a sociedade será prejudicada.. haverá um AUMENTO significativo nos índices de criminalidade, principalmente, nos municípios..nas regiões mais carentes.. tudo em detrimento da ambição de mais poder de uma única instituição policial arcaica que não está preocupada com a sociedade, mas sim, em DESTRUIR a concorrência.
Parabéns aos covardes e incompetentes, que contribuíram para a degradação do Sistema Único de Segurança Pública, e por favorecer o aumento da criminalidade, ao excluir as verdadeiras e únicas polícias comunitárias do cenário político nacional (Guardas Municipais).

Político tem memória fraca.. mas nós NÃO.. nas próximas eleições faremos um levantamento, análise e apresentaremos o resultado desta enorme injustiça contra estes profissionais, e contra toda a sociedade.

Santana Jornalista / Bacharel em Ciência Política
pmbnoticias.com

2 comentários em “A DESTRUIÇÃO DAS GUARDAS MUNICIPAIS, PARA ELIMINAR A CONCORRÊNCIA

  • 4 de julho de 2019 em 22:00
    Permalink

    A palavra concorrência no estado de São Paulo não faz sentido algum, tendo em vista que aqui o Guarda Municipal trabalha e ajuda a reduzir os índices criminais para que o policial militar receba no final do ano o bônus premiado em dinheiro. Só ano passado foram aproximadamente R$3.000,00 pra cada integrante.

    Resposta
  • 6 de julho de 2019 em 12:02
    Permalink

    Totalmente de acordo, ter representantes eleitos pelo colegiado e não pedir favores a alguns…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *