No DF, cães dos bombeiros voltam de Brumadinho, são recebidos com tapete vermelho e recebem homenagens

Thor, Nikki, Baco e Zeca. Esses são os nomes dos heróis de quatro patas que ajudaram no regaste das vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG). Os cães do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal voltaram da missão nesta semana e foram recepcionados com tapete vermelho, selfies e abraços.

Expostos à lama tóxica ao longo de 14 dias, os cachorros passaram por uma avaliação, nesta sexta-feira (22), no Hospital Veterinário da Uniceplac. Os animais foram pesados e fizeram um check-up completo.

Após a avaliação, a médica veterinária Fabiana Volkweis disse que os cães apresentaram algumas alterações. “Eles estão bem agitados e estressados. Tem paciente que está hipertenso. Nós vamos acompanhar a pressão arterial, além dos exames de sangue.”

Apesar do diagnóstico, Fabiana afirmou que, de maneira geral, os cachorros foram considerados clinicamente saudáveis. Apenas dois estão com ferimentos que precisam de um pouco mais de atenção. Um deles é o Zeca, diagnosticado com dermatite bacteriana – uma doença de pele.

As feridas começaram a aparecer nos últimos dois dias. Os bombeiros também contaram que ele apresentou mudanças no comportamento.

Quem também se feriu foi o Baco. Ele teve a pata cortada por um ferro durante as buscas em Minas Gerais. “Não chegou atingir algum nervo ou músculo, mas cortou bem a pele”, disse o responsável pelo canil da corporação, Daniel Barrela.

Os quatro cães estão liberados para voltar para o quartel. No entanto, eles vão continuar em observação. “Acredito que, em um ano, eles estarão totalmente liberados. Faremos o acompanhamento e os exames nesse período”, explicou a médica veterinária Fabiana Volkweis.

“Nós nunca tivemos uma recepção tão emocionante, bacana e respeitosa. Não só pelos militares, mas por eles [cachorros] que são, realmente, as estrelas da missão. Eles que fizeram a diferença”, apontou o militar Barrela.

Fonte: G1 Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *