Mais de 500 mil franceses marcham contra Emmanuel Macron

Ponto turísticos como a Torre Eiffel foram fechados. A onda de revolta contra Macron não dá sinais de que vai recuar. 

Mais de 500 mil pessoas em pelo menos 40 cidades da Françamarcharam, nesta quinta-feira (5), contra o governo do presidente Emmanuel Macron e sua proposta de reforma da Previdência. 

Apesar de a paralisação ter sido pacífica em boa parte do país, o dia não esteve livre de confrontos. Em Paris, vândalos atearam fogo em um reboque e destruíram janelas e uma parada de ônibus. 

Em Nantes, cidade no oeste francês, a polícia disparou gás lacrimogêneo contra manifestantes mascarados, que atiraram projéteis contra eles.

Com a reforma previdenciária, o objetivo de Macron é padronizar os 42 esquemas de aposentadoria diferentes que existem na França em um único sistema baseado em pontos que calcularia as pensões para todos os funcionários da mesma maneira, informa o jornal Gazeta do Povo

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *