Governo Pará publica nota confirmando defeitos em respiradores

Depois de ser O GLOBO e G1 denunciarem que respiradores chineses comprados pelo governo do Pará estavam apresentando problemas, o governo do estado soltou uma nota admitindo a informação dos portais. A notícia sobre falhas dos respiradores já circulava pelas redes sociais, porém tanto o governo como a SESPA afirmaram que era”fake news”.

.”O governo do Pará informa que vem sofrendo problemas técnicos na implantação dos respiradores comprados na China, que chegaram na última segunda-feira ao nosso Estado e que ainda não puderam ser usados”, inicia a nota.

As falhas nos 152 aparelhos que chegaram daquele país na segunda-feira foram identificadas por técnicos do governo durante o processo de instalação.

De acordo com o governo do Pará, os fabricantes “assumiram o compromisso com os compradores brasileiros de resolver os problemas”.

O governo do estado,porém não fala em datas para que tudo esteja resolvido.

Além disso, o governo admite que pagou “um dos melhores preços entre os compradores” para adquirir os respiradores. Valores estes que vinham sendo contestados nas redes sociais.

O governo admite a possibilidade de devolver os respiradores caso os problemas não sejam resolvidos.

O governo planejou a criação de 400 leitos e, ao todo, investiu R$ 100 milhões para a compra dos kits de UTI, com 400 respiradores, 400 monitores multiparamétricos, 400 oxímetros de pulso e 1.600 bombas de infusão. Só os respiradores custaram R$ 50,4 milhões.

SANTANA

SANTANA - Jornalista e Bacharel em Ciência Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *