Chanceler dos EUA quer aliança com Brasil contra regimes autoritários

O novo chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, teve um encontro nesta quarta-feira (2) com o secretário de Estado dos EUA, em Brasília.

Após o término da reunião, o chanceler norte-americano, Mike Pompeo, disse que seu país pretende “aprofundar a cooperação [com o Brasil] em questões de segurança e trabalhar conjuntamente contra regimes autoritários no mundo”.

Pompeo acrescentou:

Hoje a repressão política em Cuba faz 60 anos e tivemos oportunidade de falar das ameaças na Venezuela e do nosso desejo profundo de devolver a democracia ao povo venezuelano.

E completou:

Se fizermos isso bem, podemos fazer muito para o povo brasileiro, o americano e outros povos ao redor do mundo. É quase sempre verdade que nações trabalham melhor juntas quando compartilham certos valores.

O chanceler dos Estados Unidos também disse ter ficado emocionado com a cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, tudo foi muito “autêntico e tocante”.

Segundo a “Folha“, Pompeo acrescentou:

A transmissão de poder que ocorreu ontem pacificamente não acontece no mundo todo. Na América, Cuba, Venezuela, Nicarágua são lugares onde a população não tem oportunidade de expressar suas visões nem de ter um governo que a atenda. É nesse tipo de questão que pretendemos trabalhar juntos.

Já Ernesto Araújo, em seu primeiro dia de trabalho como ministro de Relações Exteriores, disse que a conversa foi excelente e rebateu críticas de que o realinhamento do Brasil com os Estados Unidos seja excessivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *